divagações

|
e dentro daquela "não" expectativa, se viu emaranhada em pensamentos paradoxais. já havia experimentado e não gostado muito. mas ali estava uma outra mulher.diferente daquela de dois anos atrás, que não sabia o que queria e tinha medo disso. ainda não sabe ao certo. e isso não a assusta tanto assim.
aquela música embalava seu corpo, desajeitadamente os quadris se moviam. sua alma ou razão estava dissipada entre fumaças e ares. queria, mais que tudo, não pensar, apenas sentir.
e sem saber se era delírio ou desejo, ela usou aquela criatura para seu próprio deleite, sem se importar com o que ele pensava ou fazia, seu objetivo era apenas ter o prazer, o de surpreender, contrariar, satisfazer seu corpo e ego...


2 nada a declarar?:

nixon vermelho disse...

é isso aí mel, ótimas palavras de força e vontade.
te cuida.
beijos

Amanda Teles e Tamillys Camilo disse...

Noossa,q legal seu blog!
Ameei!
Estamos te seguindo...
Visita o nosso tb.
Bjão ;)